quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

Filho é mesmo uma delícia...

  No meu caso, filhas!
  Vê-las indo assim, a caminho da vida, criando outros laços, ultrapassando algumas fronteiras, estabelecendo outras, elaborando de forma independente o mundo ao redor delas, causa em mim dúbios sentimentos... e é nesses momentos que cultivo essa saudade gostosa que, creio, toda mãe vivencia. Saudade de quando elas eram menores e a gente tinha que estar mais por perto... e vou relembrando as histórias...

  Uma vez, naqueles momentos "família", Lis (com 7 ou 8 anos) e eu estávamos morrendo de rir das palhaçadas da Júlia, que tinha uns 4 ou 5 anos. Quando olhei pra Lis ela já estava chorando de tanto rir, se divertindo com a irmã. Daí, ao recuperar o fôlego, me disse: "Ai mãe! Quando eu tiver uma filha quero que seja igual a Júlia!"
Singelo, não?





5 comentários:

  1. Acho que ela queria mesmo era garantir as gargalhadas pro resto da vida, a "Lis Feliz"!!! :)

    ResponderExcluir
  2. até hoje, quero um filho que seja engraçado e espirituoso igual a Júlia foi na infância :)

    ResponderExcluir
  3. Hehehe... o irmão mais velho se divertindo com o irmão caçula... Aqui em casa é a mesma coisa!!
    Lindas minhas sobrinhas!!!
    (Ah! Marô, pergunta ao marido se ele se divertia com a irmã mais nova dele! rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ei Vi!!!! Por que seu comentário saiu como anônimo???
      Ainda não perguntei ai seu irmão, mas pelas histórias que eu conheço, com certeza ele se divertia!!! :)
      Acho que estamos precisando nos ver urgentemente!!!! Não sei nem mais o tamanho dos meninos!!! Saudades...

      Excluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir